Soteropolitanos testam pela primeira vez novo trecho do metrô até Mussurunga.
redação

Da cabine e ao lado do governador Rui Costa, Vinícius Ouais, de apenas 5 anos, conferiu a viagem de metrô entre as estações Pituaçu e Mussurunga, trecho de 7,5 quilômetros, na manhã desta segunda-feira (7). O pequeno, que mora na Avenida Paralela, estava entre os soteropolitanos que participaram da viagem teste do novo trecho do sistema metroviário. Com operação comercial começando em setembro, as novas estações Flamboyant, Tamburugy, Bairro da Paz e Mussurunga vão atender a mais 21 bairros da capital baiana, com expectativa de chegar a 400 mil passageiros por dia no modal. 

Quando viu o metrô passar pela primeira vez pela janela de casa, no início da fase de testes, na semana passada, o menino Vinícius comemorou e correu para contar a novidade aos pais, Patrícia e Moisés Ouais. “Há muito tempo estávamos acompanhando a construção do metrô e o Vini sempre perguntava quando é que a gente ia passear de metrô. Até que um dia, eu estava trabalhando, e ele e a mãe viram o metrô pela janela. Na hora ele quis me contar e mandou mensagem dizendo que já estavam testando o metrô. Ficamos muito felizes e meu filho me contou isso com a maior emoção do mundo”, disse Moisés.

Metrô
Vinícius e os pais Patrícia e Moisés Ouais acompanharam a construção do metrô da janela de casa
(Foto: Camila Souza/GOVBA)


A família estava entre os convidados da viagem teste, que foi acompanhada de perto pelo governador e autoridades para conferir cada uma das estações novas. Para a moradora do Bairro da Paz, Antonisa Vieira, esse vai ser o melhor ponto do metrô. “Essa estação é muito boa, está muito linda e é a que está melhor localizada para os moradores. Tenho certeza que todos vão se acostumar rápido com o novo meio de transporte, porque só vai facilitar a vida de quem mora na região. Nós, que militamos pela mobilidade, que lutamos por melhorias, estamos muito felizes com o avanço do metrô. Agora fica muito melhor. É um dia a se comemorar”.

Para os moradores de Mussurunga também não é diferente. Entre eles, Jhones Bastos, que considera estar vivendo um momento histórico para Salvador e especialmente para o bairro. “É quase inacreditável o que estamos vivendo. Mussurunga sempre foi considerado um bairro isolado de tudo e de todos, e agora é completamente diferente. A mobilidade urbana na área está mudando muito. Já ouvi moradores do centro chamando Mussurunga de interior e é incrível imaginar que, em poucos minutos, os moradores do bairro vão poder acessar locais como a Lapa, o Campo da Pólvora. Tenho certeza que estão todos muito felizes”.

 
 
mais notícias....