Maramata está sendo recuperada e ampliada pela Prefeitura de Ilhéus.
redação

A estrutura física da Fundação Livre do Mar e da Mata (Maramata), no Campus das Espumas Flutuantes, zona sul de Ilhéus, está sendo reformada e ampliada. Quando os serviços estiveram concluídos, o espaço abrigará mais iniciativas de fomento à educação e de defesa da sustentabilidade, oportunizando a várias gerações de ilheenses um novo olhar no que se refere à proteção do meio ambiente.

 

Situado no bairro Nova Brasília, o espaço estava completamente deteriorado. "Recebemos da gestão anterior, um projeto completamente em ruínas", revela o presidente da instituição, Lucas Xavier Trindade. Agora, o espaço destinado ao cidadão está ficando digno e será o dobro do que antes existia para as atividades lúdicas da Maramata, com áreas para cursos e oficinas.

 

Esta semana, o prefeito Mário Alexandre, acompanhado do Secretário de Governo, Alisson Mendonça, visitou as obras. Também participaram da visita o vereador Pastor Matos; o diretor administrativo, Eduardo Badaró e o presidente Lucas Xavier Trindade. O prefeito pontuou algumas necessidades de readequações no projeto e anunciou melhorias na área externa da sede, como uma maneira de atrair mais pessoas a conhecer a iniciativa.

 

"Temos aqui, a recuperação de um importante equipamento da cidade, inclusive, na integração de uma nova Ilhéus, com a ponte ligando o Centro ao Pontal. Esse é um equipamento de educação ambiental, de incentivo ao turismo com oportunidade de geração de emprego e renda. Estamos superando desafios", destacou Mário Alexandre.

 

Para Lucas Xavier, enfrentar as dificuldades encontradas e poder gerir um projeto deste porte com poucos recursos, é provocador. "Estamos conseguindo dobrar o espaço da Maramata. Iremos ofertar cursos de curta duração, oficinas de educação ambiental e promover diversas parcerias com outras entidades educacionais e com foco no meio ambiente"

 
 
mais notícias....