Assinado termo para desenvolvimento de projetos de promoção do trabalho decente.
redação
Cinco organizações sociais assinaram, nesta quarta-feira (4), o Termo de Colaboração de Projetos Remanescentes do 2º Edital do Trabalho Decente. A solenidade foi realizada no auditório da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.
 
A chefe de gabinete da Setre, Ângela Guimarães, ressaltou a satisfação de dar encaminhamento a esses projetos. “Sinto-me bastante honrada em cumprir a missão de tirar esses projetos do papel. E não vamos parar por aí. Em agosto ou setembro, pretendemos contemplar outros projetos do edital de 2015. Já em janeiro de 2019, esperamos fazer o mesmo com os projetos habilitados do edital deste ano”, explicou Ângela.
 
Foram contempladas as seguintes organizações: Instituto do Desenvolvimento Sustentável do Sudoeste Baiano (IDSB); Instituto Aliança com o Adolescente; Capacitação, Inserção e Desenvolvimento (Cide); Comunicação Interativa (Cipó); e Organização Gongombira de Cultura e Cidadania.
 
O representante da Cipó, Leandro Vila Verde, comentou a importância do edital para a instituição. A entidade vai desenvolver o projeto Coletivo de Jovens Comunicadoras e Comunicadores. “Tirar esses projetos da gaveta é de extrema importância para o futuro dos nossos jovens. Estou muito contente em fazer parte dessas cinco iniciativas que vão atuar em questões fundamentais desse mundo competitivo do mercado de trabalho”, afirmou.
 
Com um investimento de aproximadamente R$ 1,4 milhão do Fundo de Promoção do Trabalho Decente (Funtrad), os cinco projetos remanescentes abrangem os seguintes eixos da Agenda Bahia do Trabalho Decente (ABTD): Juventude; Saúde e Segurança do Trabalhador; Erradicação do Trabalho Infantil; e Promoção da Igualdade de Gênero e Raça.
 
 
mais notícias....