Secult divulga resultado dos selecionados para segunda fase do Projeto Seis e Meia.
redação

A Secretaria da Cultura de Ilhéus divulgou o resultado da seleção para a segunda fase do Projeto Seis e Meia. Nesta etapa foram escolhidos 12 artistas, das categorias Novos talentos, Destaque e Renome. Na categoria Renome, foram escolhidas as propostas Espetáculo Musical Amor, Política e Ozadia, de Elielton Isidoro Santos; Ayam Ubrais Barco & O Bando do Mar, na Peleja da Navegança, de Ismeraldo Santos Sousa; Laís Marques – "Tem Assunto", de Laís Chaves Marques e Quente – Novo Concerto, de Eloah Monteiro.

 

Na categoria Destaque, foram selecionadas as propostas Jah Bless – Reggae no Teatro, de Luciano Sales Cerqueira; Mulheres em Domínio Público, de Cristiane Davi Souza Passos; Adson Jejê Show Musical "Vozes Da África", de Adson Oliveira dos Santos e Sem Título, de Jacqueline Barreto Farias. E na categoria Novos Talentos, os projetos Pri Luparelli, de Casa Nova, de Priscilla Cordeiro Luparelli; Apresentação Musical do Grupo de Rap Intuito Neutro, de Sandro Maia de Castro; Apresentação Musical do Mc Billyfat, de Aloísio Soares Lopes Neto e MPB Show Filhos da Terra – Léo Abelha e Banda, de Leonardo Nunes dos Reis Santos.

 

O secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, disse que o próximo passo será a chamada fase de habilitação, que consistirá na abertura dos envelopes de habilitação, análise e verificação da documentação nele contida conforme os termos do anexo II, do edital número 002/2018, publicado no Diário Oficial de terça-feira (7).

 

Pawlo Cidade adiantou ainda que, caso os selecionados não cumpram as exigências, serão convocados os suplentes de cada categoria. "Não foi uma escolha fácil. Há muitos talentos na música ilheense, mas tínhamos que escolher apenas 12. A ideia é ampliar o Projeto Seis e Meia, na próxima edição".

 

Show no Teatro Municipal – Os artistas selecionados farão show no Teatro Municipal de Ilhéus e vão receber entre R$ 800,00 e R$ 3.500,00. Sobre os prêmios incidirá a tributação de 20% prevista na lei federal 8.981/95, destinada a pessoas físicas ou jurídicas de direito privado que desenvolvam ações artístico-culturais, conforme seu estatuto e/ou contrato social.

 

O processo de seleção é composto de análise preliminar dos projetos quanto ao atendimento dos requisitos de inscrição e aceitabilidade da proposta; e o julgamento das propostas, a também chamada análise de mérito, realizado pela subcomissão de seleção formada por agentes culturais e membros da Secretaria da Cultura de Ilhéus.

 
 
mais notícias....